Fale com a
secretária

Fisioterapia Pélvica

Fisioterapia Pélvica

A Fisioterapia Pélvica faz o tratamento e a prevenção de disfunções do assoalho pélvico como por exemplo: incontinência urinária e fecal, dores na relação sexual, reabilitação no pós parto, dentre outras.

Após a avaliação fisioterapêutica são escolhidos os recursos que serão utilizados para o tratamento.

Dispareunia

Dispareunia é a dor sentida ao se tentar a relação sexual ou outra atividade que envolva penetração vaginal ou a dor sentida durante essas atividades. A dor pode ser superficial ou profunda.

Pode resultar de secura vaginal ou distúrbios dos órgãos genitais. O diagnóstico se baseia nos sintomas e em um exame pélvico. Afastadas as causas orgânicas a Fisioterapia Pélvica pode ajudar muito no tratamento dessas dores.

Vaginismo

O vaginismo que se caracteriza por dor e contrações involuntárias ao redor da vagina tem um impacto negativo na qualidade de vida das mulheres, pois impede a realização de exames ginecológicos e a possibilidade de penetração durante a relação sexual.

O gatilho emocional que desencadeia essa contratura muscular nem sempre é claro, mas a Fisioterapia Pélvica se mostra como um tratamento de solução, pois através de recursos e técnicas específicas possibilitamos o relaxamento dessa musculatura. É muito importante a cura das questões emocionais, mas não podemos deixar de tratar as questões físicas.

O vaginismo pode ser primário ou secundário. O primário acontece quando a mulher nunca conseguiu ter uma relação sexual com penetração, já no secundário a mulher conseguia ter sexo normal até que, por algum motivo passou a ter dor e iniciou um ciclo de medo tensão e dor impedindo a penetração.

A cura do vaginismo vai muito além da possibilidade de uma penetração e mostra, dentre tantos, os seguintes benefícios:

  • Resgate do feminino e auto-estima;
  • Possibilidade de viver relacionamentos sem sofrimento pelo medo de sentir dor;
  • Receber cuidados ginecológicos;
  • Patologias Reumáticas;
  • Possibilidade de gravidez;
  • Problemas Traumáticos;
  • Liberdade para fazer escolhas baseadas no amor e não no medo ou dor.

Incontinência Fecal

A incontinência fecal é a incapacidade de reter flatos ou fezes até hora e local apropriados. Perda da capacidade voluntária de reter o conteúdo intestinal.

As causas podem ser: lesões diretas nas estruturas musculares, problemas congênitos, doenças sistêmicas, metabólicas ou neurológicas. A incontinência fecal é mais freqüente nas mulheres tornado-se prevalente com o aumento da idade. Pode comprometer profundamente a qualidade de vida gerando isolamento social.

Incontinência Urinária

A incontinência urinária é definida como sendo qualquer perda involuntária de urina. O mais comum é a perda por esforço que ocorre no momento da tosse, espirro, carregar um peso ou mesmo na risada. Existem também outros tipos de perda como, por exemplo, a de urgência que é aquela em que a bexiga é hiperativa, ou seja, trabalha demais e faz surgir a toda hora vontade de urinar.

A incontinência urinária não é condição de risco para a saúde, porém afeta a realização plena de atividades diárias por constrangimento higiênico e social. Tem influência direta na qualidade de vida de mulheres cada vez mais jovens, pois é um sintoma que não está limitado às mulheres idosas.

Vulvodínia

A vulvodínia é uma dor crônica na vulva de causa desconhecida. Essa dor ou ardor ou sensação de queimação pode ser espontânea (a mulher sente constantemente esse incômodo), provocada (a dor é sentida durante a relação sexual, exame ginecológico, uso de roupas apertadas dentre outros fatores desencadeantes) ou mista.

Pode ser também localizada (pontos específicos que doem mais) ou generalizada. Não existe uma causa definida, mas alguns fatores pioram a dor/ ardor e queimação.

Pede-se para evitar:

  • Uso de roupas apertadas na região da vulva;
  • Sabonetes com propilenoglicol;
  • Alimentos ricos em oxalato de cálcio, temperos industrializados e corantes
  • Pressão na região da vulva como ficar muito tempo sentado ou andar de bicicleta;

O tratamento é multidisciplinar com:

  • Ginecologista especialista em patologia vulvar para diagnóstico clínico e medicação;
  • Fisioterapeuta Pélvico para recursos físicos e orientações gerais como, por exemplo, o uso de óleo vegetal durante a relação sexual e o uso de roupas íntimas de algodão, brancas, sem corantes.
  • Nutricionista para orientação de dieta pobre em oxalato de cálcio e livre de temperos industrializados/corantes
  • Psicólogo para controle da ansiedade.

Agende o seu melhor horário (41) 3029-4763 ou por whats

Especialidades

Tudo começa com o exame de bem detalhado e avaliação para chegarmos ao tratamento apropriado.
Abaixo as nossas especialidades:

  • Clinico Geral

    Acupuntura Médica

  • Clinico Geral

    Fisioterapia Geral

  • Clinico Geral

    Fisioterapia Pélvica

  • Clinico Geral

    Fisioterapia Domiciliar

  • Clinico Geral

    Psicologia

  • Clinico Geral

    Cirurgia Crânio Maxilo-Facial

  • Clinico Geral

    Clinico Geral

  • Clinico Geral

    Nutrição

  • Clinico Geral

    Massoterapia

  • Clinico Geral

    Dermatologia

  • Clinico Geral

    Cirurgia Plástica

  • Clinico Geral

    RPG

  • Clinico Geral

    Pilates

LONGEVITÀ - Centro Clínico, Fisioterápico e Multiprofissional

Desenvolvido por Légulas